Síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) e Roncos

O que é apnéia obstrutiva do sono (SAOS)?

A apnéia do sono é a ocorrência de pausas respiratórias prolongadas durante o sono secundárias a alterações obstrutivas das vias respiratórias.

 

Quais as repercussões da SAOS na criança?

As repercussões mais comumente encontradas em crianças são o mau rendimento escolar e alterações no desenvolvimento craniofacial, como alterações na arcada dentária.

 

Quais as repercussões da SAOS no adulto?

No adulto, além do mau rendimento no trabalho, pode ocasionar hipertensão arterial sistêmica (“pressão alta”) e assim levar ao infarto do miocárdio e ao “derrame”. Depressão e ansiedade também podem estar associados.

Além disso, dependendo da intensidade do ronco, pode existir um alto grau de incômodo do cônjuge, levando à diminuição importante da qualidade de vida de ambos os parceiros.

 

Quais são as causas mais comuns da apnéia obstrutiva do sono?

Em crianças, o principal fator obstrutivo é o aumento das amígdalas e adenóide. Já em adultos essa causa é mais rara, sendo o excesso de tecido adiposo na região cervical e alterações nasais as causas mais comuns da obstrução.

 

Quais são os sinais e sintomas que mais sugerem apnéia obstrutiva do sono?

Roncos, pausas respiratórias e sonolência durante o dia são os mais importantes indicadores de que o paciente possa ter SAOS. No entanto, para se afirmar o diagnóstico é necessário realizar a polissonografia.

 

O que é polissonografia?

A polissonografia é um exame de avaliação do sono. Na realização deste teste, o paciente dorme no laboratório com aparelhos conectados a si, os quais informam a um computador diversos parâmetros, como frequência cardíaca, ritmo respiratório, a pressão arterial e ondas cerebrais. 

Veja mais Orientações Clicando Aqui